Todo mundo ligado ao skate conhece a frase “Ferramenta de reinterpretar espaços”, uma criação do Klaus. Ele sempre fala como passamos a enxergar as coisas de forma diferente quando começamos a andar de skate; a cidade se transforma de algo talvez pacato, para algo criativo. De fato, o skate nos traz isso, e não só pra rua. O espaço que pode ser reinterpretado e transformado por conta do skate, é também invisível aos olhos. Não se trata apenas de solos, mas também de vidas.
 
  O menino de rua pede para dar uma volta no seu carrinho, e nisso se cria uma amizade, vocês sempre saem pra dar um rolê, e clássico, passam naquele “podrão” pra comer um salgado. Ele não tem grana, mas você junta os trocados com a galera, e compra algo para ele também. O menino vai crescendo, se desenvolvendo no skate, o pessoal percebe o jeito e o amor dele por isso, logo ele ganha peças, consegue montar um “carrinho” pra ele, e toda a vida daquela pessoa, se transforma.

  Essa é só uma das histórias que já ouvi por aí; recentemente um amigo muito próximo começou a andar porque queria estar compartilhando mais momentos diversos com os amigos, e ele tem uma condição física na perna, que torna o skate um pouco mais complicado, e delicado em caso de lesões, mas ainda assim está lá, firme e forte, aprendendo e se divertindo muito, compartilhando os momentos que queria, estando cada vez em mais lugares com a galera.

Mas não muda apenas de forma grandiosa, tem os pequenos detalhes, como por exemplo, aquela pessoa que era egoísta e aprende a dividir graças a sua vivência no skate; a que é cheia de preconceitos e vai desconstruindo; a que encontra no skate uma forma de lidar com suas questões psicológicas, e várias outras.

  De pequenos detalhes a grandes transformações, é isso que aprendemos, e vamos continuar aprendendo durante toda a vida. Pode parecer tudo muito piegas, e até meio brega, mas tenho sentido na pele o quão transformador é, e tenho que certeza que todo mundo já sentiu algo assim. Posso dizer que o skate, além de ser uma ferramenta de reinterpretar espaços, é uma ferramenta de reinterpretar pessoas. Valorize cada segundo que o skate te proporciona, desde as grandes tricks, até conversas com pessoas na rua.

Deixo pra vocês, um vídeo, gravado sem nenhum intuito, sem nenhum foco em “marretagem”, apenas mostrando momentos de diversão entre amigos. Quando todo esse isolamento social passar, o que mais quero, é viver momentos como esse novamente.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
[wpgmza id="1"]
[contact-form-7 id="135" title="Contact form 1"]